Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Agora somos 7

Um blog para a partilha de dicas e interesses de uma família de 7 (cães à mistura) em diversas áreas.

Agora somos 7

Um blog para a partilha de dicas e interesses de uma família de 7 (cães à mistura) em diversas áreas.

Prato térmico para bebés/crianças!

Faço este post a pensar na minha irmã...que andava há uns meses há procura de um prato destes, com base antiderrapante e com a possibilidade de colocar água quente e assim manter a comida por mais tempo quentinha.

 

Estes pratos estão associados a bebés...mas cá por casa acho que são ideais até para crianças... a Gabriela tem 4 anos, mas demora uma eternidade a comer, já o irmão com 1 ano, come o dele e o dela se deixarmos!

 

A Tupperware antes tinha, mas agora o que vendem é só com base antiderrapante por quase 25€.

 

Encontrei na farmácia da terrinha, da Nuvita por 12.6€

NU1427.jpg

IMG-20170618-WA0002.jpg

 

20170617_113948.jpg

Mas na net também encontrei da Chicco por 17.99€ (na Zippy)

full.jpg

large.png

1432552065141.jpg

 

Fica a dica, para quem tiver bebés e crianças "pastelonas"

1 ano depois...Parabéns ao blog!

Há um ano atrás fiz o 1º post...mas só uns dias mais tarde comentei com a família que tinha criado um blog! No entretanto, mudei de nome, apliquei o template, criei email e criei página no facebook.

 

bolo-de-aniverdário-de-um-ano.jpg

 

Porque do Agora Somos 7 e quem somos nós?

 

Como o ano passado nasceu o Gustavo..veio à cabeça o "agora somos"....Como faço anos a 07/07...e desde sempre um bocado aficionada a este numero, fazia todo sentido lá estar...e porque somos:

Eu e o marido - juntos desde 2002

Juntamos o Fox - em 2008

Veio o Kiko - em 2009

a Gabriela - em 2013

o Gustavo - em 2017

e a sobrinha Marta - desde sempre (2001)

nos.jpg

a nossa mais recente foto juntos no batizado da mais nova sobrinha

 

CIMG0314.JPG

e os caes resfastelados!

 

Que gostamos de fazer?

 

Nada preferencialmente...ver séries, programas de cozinha, caminhadas por sítios verdejantes, férias com piscina e com condições ainda melhores que a nossa casa (compreensível), restaurantes com especialidade em alguma coisa...e desde os filhos...sossego!

 

Objetivos na vida?

- Mudar de casa (para uma nova e que pareça uma casa de férias o ano todo)

- Mudar de carro (qualquer um que cheire a novo e tenha direcção assistida:P)

- Adquirir independência financeira aos 40 (e assim deixar de trabalhar..para aproveitar os filhos e a casa)

- Fazer um cruzeiro todos os anos (ou ir de férias 1 semana em família para um resort - a única vez que o fizemos foi na lua de mel)

 

Resumindo, somos muito simples e muito normais!

Então pertenço à geração Millennials/Y?! Que fixe!

Descobri no fim de semana que a minha geração (nascidos entre 1980 e 1996) se chama geração Y, também conhecida por Millennials.

 

mw-320.jpg

 

Caracterizados por estarmos sempre ligados mas menos consumistas, fugimos do endividamento e queremos mais experiência à posse.

 

Certíssimo, por aqui, a única coisa que devemos é a casa ao banco...quanto ao resto primeiro poupa-se e depois compra-se!

 

Bate tão certo esta info:

 

- "Crescemos com a “oitava maravilha” do mundo moderno: a internet"...comprova-se pelo facto de ter conhecido o marido na internet...quem se lembra do MIRC?

 

free-vector-mirc_044175_mirc_770x433_acf_cropped.j

 

- "uma nova economia, chamada “da partilha”. Começou ingenuamente, sem sede de lucro, com o “velhinho” Couchsurfing, um site através do qual uma pessoa pode ficar a dormir no sofá de um estranho, gratuitamente, que é uma forma barata de conhecer uma nova cidade." Até nisso já contei aqui a nossa experiência: o post

 

- "Mas de repente… os taxistas estão na rua a “caçar” motoristas da Uber e os hotéis tremem com o imenso negócio do alojamento local disponível no Airbnb. São serviços à medida dos Millennials, que não gostam de acumular, mas de partilhar ou alugar, do carsharing ao cowork." Também aqui usamos com frequência e já mencionamos no blog Post sobre Airbnb

 

- "De acordo com o estudo da Deloitte, 66% dos Millennials espera deixar o atual emprego até 2020"...Por aqui não é bem em 2020...mas não foge muito Post sobre plano para a reforma

 

Se quiserem ver a vossa geração - sigam o link da reportagem da Visão :

Baby Boomer - 1946 - 1964- lutadora e idealista

Geração X - 1965 - 1979 - cinicos e pessimistas

Geração Y - 1980 - 1996 - pouco consumistas

Geração Z - 1997- 2012 - moldados na tecnologia

 

A geração da sobrinha...por isso transcrevo mais um bocado:" não são viciados em tecnologia como os Millennials: são “siameses” da tecnologia, algo que lhe é tão essencial como o ar que respiramos. E se a geração anterior comunicava através do texto, esta comunica com as imagens e os símbolos – é a era dos emojis em todo o seu esplendor. (...) são ecologicamente conscientes e procurarão produtos e serviços sustentáveis. É a geração ‘multitasking’ (multitarefa) por excelência, capazes de trabalhar com vários ecrãs ao mesmo tempo. São mais “certinhos” do que os Millennials, com as estatísticas a mostrar menos consumo de álcool, menos abuso de drogas e menos gravidezes na adolescência."

 

Marido, acho que estamos bem a seguir a tendência!

Trabalhar mais e ganhar € ou ficar em casa?!

Depois dos 30 e dos filhos vem todo um conhecimento que nos faz recusar trabalhar mais horas e porquê?

 

depositphotos_86660716-stock-photo-work-smarter-no

Primeiro, e sobretudo...porque estamos sempre cansados. Mas isto acho que só entende quem tem filhos mesmo!

 

E depois para os não afortunados...há que fazer contas...se antes gastávamos 200€ em hipermercado, agora gastamos 500€ (mais fruta, mais leitinhos, mas boiões, mais papas, mais sei lá o quê)!!

 

Mas então se gastamos mais dinheiro (além de hipermercado ainda temos o infantário) porque dificilmente aceitamos mais horas no trabalho?!

 

Porque há uma coisa no recibo de vencimento que se chama IRS...que quanto mais dinheiro ganhamos, mais descontamos...e receamos não o ir buscar todo aquando do acerto em Abril/Maio.

 

Para os mais distraídos, fica a dica...há várias tabelas de retenção e com isso várias % de desconto:

 

TABELA I - TRABALHO DEPENDENTE NÃO CASADO

T A B E L A II - TRABALHO DEPENDENTE CASADO UNICO TITULAR

T A B E L A III - TRABALHO DEPENDENTE CASADO DOIS TITULARES

T A B E L A I V - TRABALHO DEPENDENTE NÃO CASADO - DEFICIENTE

T A B E L A V - TRABALHO DEPENDENTE CASADO UNICO TITULAR - DEFICIENTE

T A B E L A VI - TRABALHO DEPENDENTE CASADO DOIS TITULARES - DEFICIENTE

 

Em cada tabela ainda há % diferentes consoante o número de filhos.

 

A minha irmã, descobriu que estava a descontar muito mais que o que devia, porque não comunicou à empresa que o marido estava desempregado. O inconveniente é que por mês poderia estar a viver com mais dinheiro e porque neste caso o Estado não lhe estava a fazer uma poupança, que lhe devolveria no ano seguinte!

 

Para quem quiser se divertir a fazer contas (se compensa ou nao trabalhar mais) encontrei no site Economias.pt um simulador aqui .

 

Boa sorte a gerir o teu dinheiro!

162d77fdbd0bf137fe1f1740608a8b60.jpg