Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Agora Somos 7

Um blog para a partilha de dicas e interesses de uma família de 7 (cães à mistura) em diversas áreas.

Agora Somos 7

Um blog para a partilha de dicas e interesses de uma família de 7 (cães à mistura) em diversas áreas.

Zoo Santo Inácio - Porto...GRÁTIS ATÉ...

O fim de semana está à porta e se por aqui pudéssemos (a Gabriela está de recobro da operação ás amígdalas e adenóides) iríamos ao Zoo Santo Inácio no Porto - Avintes.

 

zoo1.png

Parece que abriram as portas em Janeiro, ao contrário dos últimos anos, e com promoção em que nenhuma criança (até 12 anos) paga (máximo de 3 por cada adulto que pagar). Pena que só tenha visto no facebook deles esta comunicação nesta semana.

zoo.jpg

Adoramos este Zoo, há uns anos estivemos no de Lisboa e este continua a ser nosso preferido. Acho que por não ser muito grande nem muito pequeno, ter atividades na medida certa e em 2h/3h conseguimos ver tudo...o que com crianças já é um tempo considerável.

 

Horários e Preços:

Até 31/03 está aberto das 10h as 17h. Depois até ás 19h. Os bilhetes têm preços diferentes consoante a idade, mas um adulto paga 14.5€...um bocadito dipendioso para uma familia...a minha por exemplo gasta 14.5€+14.5€+14.5€+9.5€+0€ = 53€ até dói e o Gustavo ainda não paga...por isso é um luxo permitido uma vez por ano.

 

Restaurante e Parque de Merendas:

O zoo tem restaurante...não me lembro ao certo dos preços..mas com bebida fica talvez ums 7€ por pessoa...a ultima vez que fomos levamos marmita, tem parque de merendas, boxes para guardar as sacolas e em frente fica o parque infantil, portanto um espaço bastante agradável.

 

 Sempre divertidos com os cartazes espalhados:

A quem se questionar por fotos minhas ou do Gustavo só assim:

DSCN1858.JPG

Pois é na barriguita:) O ano passado não fomos, mas este será uma visita na certa!

 

Super cómodo visitar com carrinhos de passeio. Há duas zonas de casas de banho, junto ao restaurante e ao parque de merendas.

 

Mas vejam melhor todinha informação no site

 

 

 

 

 

 

Curto circuito em casa...que fazer?

Pois foi...na passada quinta feira saí de casa para levar os miúdos com tudo ok e quando voltei não tinha luz, somente na cozinha.

curso circuito.jpg

 

Depois de muitas extensões/triplas achar pela casa e juntá-las todas para garantir o funcionamento de frigorífico, arca e claro máquina de lavar loiça que sou chique nestes coisas:P ficou assim a cozinha até o marido chegar do trabalho!

 

Tínhamos um disjuntor que apesar de ficar ligado dava faisca...infelizmente nesse dia estava eu sair para trabalhar e o marido a chegar pelo que a comunicação foi por mensagem!

 

O marido chegou e foi ver o quadro geral, cujo acesso é equilibrarmo-nos em cima  de uma botija de gás...o que aconteceu?! o homem escorregou, carregou num botão e foi-se a luz toda na casa.

 

E quem nos dias de hoje vive sem luz?! Por incrível, nem telefone fixo funciona sem luz.

 

Usando os dados móveis pesquisou por técnicos eletricistas...os únicos livres eram da empresa Lar 24horas...que dinheirão...60€ a 1ª hora + 30€ a 2ª hora + material + IVA. Não sei porque não dão logo os valores com IVA tendo em conta que somos consumidores finais e nao empresa mas isto é outro assunto que ainda hei-de tentar perceber. Arriscando e confiando o marido lá lhes disse para virem...nada feito. O problema era no quadro que pertence à EDP, portanto ficámos sem dinheiro e sem luz...

 

Ligou à Edp, demorariam até 4h...mas vieram em 2h e ficou resolvido...pelo menos a luz na casa (que ainda assim é temporário)... pois a caixa do quadro é velha e terá de ser substituída...depois na cozinha o marido lá andou de tomada em tomada a ver a que estava a fazer curto circuito.

 

Curiosidade, isto também acontece em casas novas? A tomada que queimou foi a do jarro térmico...azar o meu de manhã que só desliguei o frigorífico, a arca e máquina da loiça...senão tinhamos conseguido poupar 60€ + IVA!

 

Vejam este link da EDP - Fiquei-sem-eletricidade-o-que-devo-fazer

Politica de trocas e devoluções!

Quem faz compras já percebeu que não é igual em todo o lado...cada um faz o que quer e temos de ler as letras pequenas dos talões ou perguntar nas lojas ou ver nos istes ou ver se estão afixadas as normas.

 

3.jpg 

Mas o que diz a lei portuguesa?!

 

Não há, do ponto de vista legal, obrigação, por parte dos estabelecimentos, de terem de trocar artigos (sem ser no âmbito dos defeitos previstos na garantia dos equipamentos). Aquilo que muitos fazem é que, por uma questão de política comercial, adotaram esse sistema. Fonte: portal da queixa

 

E pronto...quem achava que tinha o direito de trocar/devolver tudo certamente ficou boquiaberto com isto!

 

Mas isto continua..continuemos nas trocas agora sobre os prazos:

(...)muitas até costumam permitir trocas superiores a 30 dias.(...)o período viável de troca até pode ser inferior: de 8 ou 15 dias. Daí que o melhor é ficar com um comprovativo, seja uma fatura, um recibo de venda – muitos trazem já descrito, em baixo, o prazo - ou um documento do estabelecimento, preferencialmente carimbado, a dar conta do período. Fonte: portal da queixa

 

Depois já todos sabemos que um artigo para troca vai ser vendido novamente pelo que as lojas podem exigir a conformidade do bem assim como foi vendido, ou seja:

Embalagem, etiqueta, rotulagem. Todas essas questões são importantes para além de cumprir o prazo de troca e guardar o comprovativo. Quando o consumidor abre a embalagem, utiliza o produto e retira os papéis a ele associados, pode não conseguir o que pretende. Fonte: portal da queixa

 

E que tipo de troca é permitida? e o Reembolso?

 

Há lojas que deixam trocar um bem apenas por outro igual ou equivalente. Outras que permitem a troca por outro produto, mesmo que não tenha nada a ver. Outras ainda dão vales com dinheiro que as pessoas poderão usufruir durante um determinado período de tempo noutras compras, caso não queiram adquirir naquele momento algo novo.

Há quem prefira nem ficar com o presente nem trocá-lo por outro. O dinheiro, às vezes, dá mais jeito. O problema é que nem todos os estabelecimentos devolvem o dinheiro. Daí a importância de conhecer a política comercial dessa loja.

Por vezes, o reembolso pode existir quando o produto de troca não existe em stock. A solução encontrada pelas lojas pode ser essa ou o recurso ao vale para descontar posteriormente. Fonte: portal da queixa

 

E assim nunca sabemos o que nos vai acontecer quando queremos trocar ou devolver um artigo.

 

Fica a dica que tecnologia e eletrodomésticos isto ainda é mais complicado.(verjam bem as condiçoes das lojas). A sobrinha no natal recebeu um portátil e uma semana depois ele tinha um avaria..e nada de dar um novo..foi para arranjo e passou o natal e passagem de ano sem portátil...

 

Troca e garantia são coisas diferentes

A garantia é legalmente válida por dois anos. A pessoa pode utilizar o bem e, ao verificar que existe defeito ou inconformidade, tem o direito a trocá-lo por outro. Exemplo disso são os eletrodomésticos e outros aparelhos eletrónicos ou os brinquedos. Alimentos e roupa não.

O direito à garantia não pode ser nunca retirado aos consumidores, seja o equipamento vendido em promoção ou na época de natal. Deve apenas guardar a fatura consigo.

Na troca, o cenário é outro. O período possível para o fazer é bem mais curto (geralmente os tais 8,15 ou 30 dias) e o bem não pode ter sido utilizado. Fonte: portal da queixa

 

Eu cá fujo de lojas complicadas nestas coisas..e quando inventam muito confirmo com a Deco se o podem fazer. Fica aqui um exemplo com um periférico (um cabo de power bank) - o post

 

Outro post que fiz com resposta da Deco - o post sobre devolução em cartão prenda

Guardar o saldo do cartão...- Dica Poupança

IMG_17012018_111055.jpg

Por aqui vou muitas vezes ao hipermercado Continente...só quando não tenho cupões vou ao Pingo doce. Jumbo e Lidl já ficam mais fora de mão, pelo que vamos raramente.

 

A dica que trago hoje já a contei neste post aqui, mas passo a repetir: todos os descontos que vão para cartão, os 10%, os 12cts da gasolina e ainda da eletricidade da Galp permanecem por lá ate à promoção dos brinquedos em Novembro. O cartão Continente esta protegido com Pin pelo que fica mais dificil perder o saldo. O uinico saldo que gasto é aqueles das promoções com data.

IMG_17012018_095026.jpg

Dezembro é um mês com muitas compras pelo que é uma grande ajuda...em 2017 juntei 240€. Não foi muito mas não arrombou o orçamento familiar do mês de Dezembro.

 

Este ano o mês de janeiro já arranca com 35€ (ainda fui pôr gasolina depois do talão da foto).

 

boas poupanças!